quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

MENTIRAS

O ser humano possui duas características intrínsecas. Sine qua non!
Uma delas é... mentir.
A outra: acreditar.

Mente-se. Para tudo.
E acredita-se sem ressalvas.
Por exemplo, hoje na hora do café. 
Pedi um café com leite depois do almoço, como sempre faço.
Me serviram.
Imediatamente recorri à cestinha onde estavam os adoçantes. Peguei 1 pacotinho onde estava escrito que toda a quantidade contida naquele sachezinho correspondia ao doce de 5 g de açúcar purinho.
Bom, coloquei 1 pacotinho e ingeri um grande gole de café que mais amargo impossível.
Graças à mentira contida num sachê de adoçante eu quase vomitei o café que tomo todos os dias no mesmo restaurante, que por sua vez fica ao lado do meu trabalho. E eu conheço todo mundo lá. E vocês sabem que o povo que frequenta um lugar nunca esquece quando um dos clientes esguicha com grande força de pressão o líquido contido dentro de sua boca. Ainda mais se for café quente.
Então desgraçados de mentirosos de merda todos os etiquetadores de sachezinho de adoçante!
Despejei quase todos os pacotinhos de adoçante no meu singelo cafezinho para tentar melhorar o que já estava taxado de amargo pungente. 
Foi puxado isso.
Saudades de quando tudo era aspartame. Podia até fazer mal, mas adoçava. 
E ainda tinha a ameaça de causar Alzheimer com longos prazos de tomada. 
Nada mal para quem enfrenta tanta mentira e acreditação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário